quarta-feira, 25 de abril de 2018

QUEM AÍ GOSTA DE FIO TERRA ?


UM ATENDIMENTO





CHEIO DE SAFADEZAS


Suas pernas tremiam enquanto eu mamava seu cacete e fazia um fio terra com 3 dedos no seu cuzinho. Ah, como eu tenho tesão em ver um homem entregue a minha perversidade.
Alê* foi uns dos meus primeiros clientes como acompanhante e me abordou no Whatsapp me dizendo que estava depiladinho, inclusive na porta dos fundos e perguntando qual era o meu maior fetiche, parecendo adivinhar qual a minha maior putaria. Quando respondi que eu sou fissurada em brincar com cuzinho de um homem, ele ficou mega curioso e interessado. Insistiu e queria que o programa fosse para o mesmo dia, coisa que a minha agenda não permitiu.
Acertamos para o dia seguinte  pela manhã e me provocou tanto nas mensagens, que eu cheguei toda ouriçada para brincar e fazê-lo gozar com o toque dos meus dedos. Ao abrir a porta do quarto, ele já estava pelado e de pau duro me esperando.
Um cara gato. Cabelos e barba grisalhos, de óculos, um pouco mais alto que eu e com um dote médio, mas bem gostoso.
Só deu tempo de eu colocar a bolsa na bancada e já começamos a nos pegar, com ele segurando na minha bunda e beijando meu pescoço com vontade. Não resisti muito tempo e, com ele ainda em pé, abaixei e comecei a mamar o seu cacete com vontade.
Huuuuum....que vara gostosa. A cabeça macia entrava suave na minha boca. Amo chupar uma pica. Se deixar, fico muito tempo ali, só degustando o instrumento para vê-lo endurecer cada vez mais na minha língua.
Me livrei do resto das minhas roupas e com ele já deitado na cama, continuei dando atenção total ao seu pau, babando e o colocando inteiro na boca. Mas eu já estava cheia de má intenção quando desci a minha boca e língua para as suas bolas, que é outra parte do corpo masculino que eu me amarro. Tenho tesão imenso. E se for grande, pendurado então, aí eu piro.
O dele era gostoso, de tamanho médio e comecei a chupar, passar e língua bem gostoso. Mas as minhas mãos nesse momento já começara a tatear o cuzinho guloso que ele me disse que tinha.
Cuzinho gostoso, apertadinho, cheio de preguinhas. Não demorei muito no saco e já desci, começando a passar a ponta da língua na portinha. Alê, já entendendo o recado, colocou um travesseiro embaixo do quadril e subiu as duas pernas pro alto, expondo o cuzinho redondinho pra mim.
Ahhh, não resisti. Ataquei e comecei a lamber, chupar e enfiar a língua naquele buraquinho gostoso. A cada lambida, ouvia seu gemido de tesão e o via tremer as pernas. Nossa....Isso aumentava cada vez mais a minha vontade.
Adoro homem que tem tesão no cuzinho e não tem vergonha de admitir e se entregar a isso. A diversão é garantida.
Ele abria a bunda com as mãos pra mim e essa entrega me alvoroçava. Metia a língua mesmo. Sem dó.
E depois, não satisfeita, lambi um dos dedos e comecei a socar no cuzinho dele. Apertadinho, ele não cedeu logo de cara, mas com jeitinho, foi se abrindo ao meu toque, se entregando ao prazer.
Mas como a posição não estava favorecendo muito, Alê se virou e ficou de quatro pra mim, empinando o bundão pra cima, todo gostoso, a vontade completamente.
Gente, não resisto!
Cai de boca no cuzinho dele, abrindo com as mãos a sua bunda e meti toda a língua dentro. Ele depois chegou a comentar que eu tenho uma língua ENORME e que a sentiu inteira dentro do seu rabinho...rs.
É...realmente, a vontade era gigante.
Como ele já havia me dito que curtia, com ele ainda de quatro e eu o o lambendo, comecei a passar a palma da mão bem devagar na cabeça do seu pau.
- Nossa, a cabeça do pau tá babando! Olha quanto melzinho... – disse eu, impressionada com a quantidade de baba no cacete e sentindo a minha buceta toda ensopada, melando a minha calcinha. Sim, a essa altura do campeonato, eu ainda estava de sutiã e calcinha, só brincando e fazendo aquele menino de meu putinho, abusando dele, do jeito que eu (e ele também) gosto.
- Viu? Te falei que saía muito? – Ele me respondeu, entre um gemido e outro.
Fiquei ali por um tempo e me dava mais tesão ao vê-lo se empinar cada vez mais, conforme o seu tesão ia aumentando.
Trocamos de posição algumas vezes, e confesso que não me lembro como estávamos, mas resolvi mais uma vez , invadir o rabinho dele com meus dedos. E o danado dessa vez, acolheu 3 dedos bem gostoso. Eu socava e ele se contorcia, pernas muito trêmulas, como  eu nunca vi homem nenhum ficar e repetia seguidamente que estava com muito tesão.
Ele, de barriga pra cima, minha boca no seu pau e delirando no fio terra, gozou muito na minha boca. A primeira vez, soltou um pouco de leitinho, onde eu só senti o gostinho. Depois soltou um jato com muita porra, enchendo a minha boca.
E nada do pau baixar.
Continuei mamando e o danado gozou mais duas vezes seguidas, de pau duro, enquanto a minha xota pulsava forte e estava lavada do meu gozo.
Naquela horinha que ficamos juntos, apesar da vontade, ele não me comeu. Depois, pelo Whats, me disse, que deveria ter me posto pra sentar um pouco no cacete dele pra cavalgar.
Mas quer saber? Apesar de gostar muito de meter, aquela manhã me deixou completamente saciada. Na próxima, já combinamos que será o pacote completo. Rs....
E que venham muitas próximas com esse safado.




Quer me encontrar também ? 
Vem realizar suas fantasias comigo!
Atendimento pessoal em São Paulo Capital e Guarulhos.
Informações:



Um comentário: