segunda-feira, 9 de novembro de 2015

NUA EM PÊLO!

PÊLO SIM, 


PÊLO NÃO!

Conheci o Ivan* depois de postar, pela 1ª vez, uma foto com a xaninha peluda em um dos meus perfis na internet. Logo que postei, comecei a receber uma enxurrada de mensagens dele dizendo que tinha pirado na foto, que amava uma buceta cabeluda e fazia questão de me conhecer. 
Achei que não houvessem mais homens que curtissem esse visual, mas me enganei e descobri que em terra de peladinha, quem tem pêlo é rainha...hahaah.
Confesso que não curto muito ficar assim peluda, porque incomoda e por questões de higiene, mas tem épocas que dou uma folga pra depilação íntima, só dando uma aparadinha de vez em quando.
Fica um pouco selvagem, natural, mas nunca tinha saído com ninguém assim estando com pêlos.
Mas Ivan fazia questão! Queria me encontrar e queria natural!
Então, depois de muito papo pelo Whats e de descobrir que além de tarado em xaninha peluda, ele é um cara maneiro, interessante e bom de conversa, resolvi marcar uma saidinha.
Estava aquele calor infernal e fui com um vestido florido discreto, na altura da coxa, de sandália aberta de salto. Por fora, estava discreta, mas por baixo...rs. Usei uma calcinha diminuta, daquele tipo de fio dental bem safado, que não cobre porra nenhuma e um sutiã que deixa os biquinhos do peito para fora.
Más intenções...rs!
Ele é um moreno bonito, alto (do jeito que eu gosto), cabelo estilo militar e estava bem vestido, barba bem feita e muito cheiroso! Mega sorridente, teve a delicadeza de me trazer uma caixa de chocolates deliciosos e já foi me dizendo que estava nervoso e ansioso, mas que antes a gente iria tomar uma cervejinha pra descontrair. Gosto assim! Rs...


Ficamos um bom tempo no barzinho, conversando e tomando um chopp, entre risadas e uma conversa e outra.  Me confessou que nunca havia saído com ninguém do Sexlog e que eu era a primeira
- Pode deixar, que eu vou cuidar bem de você! - e escorreguei a mão em sua coxa. Ele arregalou o olho e disse que eu era danada.
- Só para descontrair...rs! - devolvi.
Ele parecia realmente estar ansioso e excitado com o papo, porque se remexia na cadeira a todo momento e vira e mexe, colocava a mão no pacote, achando que eu não estava percebendo. 
Ledo engano...rs. Sou uma observadora de carteirinha.
Até que ele me pegou no flagra de olho no volume da sua calça. Olhou também para baixo e já pediu a conta, sem nem me consultar. 
É...cutuquei a fera.
Entramos no carro e ele já soltou:
- Deixa eu ver os pêlinhos?
- Não. Ainda não! - tortura pouca é bobagem, né? - Só no motel!
Ivan saiu em disparada para o motel, olhando para mim, dando risada.
Entrou no otel e assim que baixou a porta da garagem, saí do carro, arranquei o vestido e fui subindo as escadas, só de calcinha e sutiã, de costas para ele. Ajeitei a calcinha para sentir o fio dental roçar no meu cuzinho. Os bicos dos seios já estavam eriçados, para fora do sutiã sem vergonha.
Mal passei a porta da suíte e ele já me abraçou por trás, me segurando pela cintura.
- Safada você hein ? Só na provocação.
- Foi você quem disse que estava nervoso. Quero te deixar bem a vontade.
E quer melhor jeito de deixar um homem a vontade e sem vergonha, do que excitá-lo ao máximo?



Ele se esfregava na minha bunda de roupa e tudo, engatado, parecendo que ia me comer ali mesmo, beijando minha nuca. Me desvencilhei das suas mãos e virei de frente pra ele, que ao ver os bicos dos meus seios pra fora, ficou louco e já pôs a mão neles, começou a apertar, dando uma viradinha, me deixando maluca. Minha buceta escorreu mel na calcinha, eu pude sentir...

Sem muito mais conversa, ele me pressionou na parede e desceu a boca nos bicos, sugando e lambendo, deixando a renda do sutiã toda babada de saliva.
Eu ia no céu e voltava com aquela fome toda do rapaz no meus peitos. Mordia com vontade os bicos, chupando, babando e fazendo um barulho indecente, que me dava cada vez mais tesão.
Dos seios, ele foi trilhando com a língua, um caminho pela minha barriga, umbigo e minha xaninha por cima da calcinha. De repente, ele ainda vestido, sentou-se na cama, me deixando encostada na parede, olhando para mim com cara de tarado. 
A calcinha minúscula não dava jeito de esconder todos os pêlinhos, que mesmo eu os tendo aparado, teimavam em aparecer dos lados da buceta. Ele parecia fascinado com a visão.
Já pude ver o pacote na sua calça explodindo, o pau lutando pra sair dali.
Com jeitinho, virei de costas e sentei no meio das suas pernas e guiei sua mão até o interior da calcinha.
- Sente os pêlinhos! - eu disse.
Ele passou a mão na parte gordinha da minha buceta, sem tocar no grelinho, só aproveitando a sensação. Deu uma puxadinha nos pêlos e eu soltei um gemido alto, denunciando o tesão que eu estava sentindo.
Ele mordia minha nuca, meu ombro e ficava suspirando no meu ouvido.
- Bati muita punheta pra essa sua peluda gostosa. Nem acredito que vou me esbaldar nela. Agora deixa eu ver o seu cuzinho! - disse, tirando o sapato e a camisa e se ajeitando na cama. Ele tinha um tórax bem desenhado...gostoso.
Engatinhei pela cama, e parei de 4, bem em frente ao rosto dele, quase sentando na cara do moço.
- Nossa...que rabão! - e enfiou o nariz na minha bunda.
Ficou ali, cheirando o meu cuzinho, parecendo um cachorro no cio.
- Nem preciso tirar essa calcinha pra te comer...ela é até imoral de tão indecente que é! - Sussurou , beijando a minha bunda.
- Não gostou? - perguntei em meio a uma gargalhada.
- Ah....putinha, adorei! Vai...pisca esse cuzinho gostoso pra mim agora.  - e tirou a calcinha de lado, 
Aquela boca suja só me dava mais tesão.
Amo ouvir putaria no meio da trepada. Quanto mais safadas as palavras,  mais me excito. 
Ali, descobri que ele também gosta de olhar.  Ficou um tempo se deleitando com a visão do meu rabo piscando pra ele, sem me tocar. Às vezes,  sussurava alguma safadeza pra me excitar.
- Gostosona...Você é uma cavala, mulher!  E essas preguinhas então?  Meu Deus,  que tesão! 
E passou a lamber tudo que via pela frente.  Passava a língua do meu rego, passando pelo furinho e pela xota até chegar no meu grelo. 
Eu ia empinando o rabo pra sentir sua língua mais e mais fundo. Meu corpo se tensionava e eu gemia de tesão.
Eu aproveitei pra fazer uma das coisas que eu mais adoro...
Facesitting, que nada mais é do que sentar no rosto do moço.
Sentei e nos deleitamos. Eu me esfregava na cara dele, querendo sufocá-lo e mal podia ouvir os gemidos dele.
Sentia o meu gozo se derramar pela boca e pelo rosto dele e quanto mais eu gozava, mais ele enfiava a língua dentro de mim....
E sentada no rosto dele, de frente para os seus pés, eu aproveitei para liberar o caralho preso na calça. Fui abrindo o jeans e quando desci a cueca, o danado pulou empinado pra fora, pronto pra qualquer negócio.
Eu que não sou santa e adoro ver um moço excitado, de pau duro na minha frente, já me inclinei e comecei a lamber a cabecinha triangular a minha frente, que já estava bem vermelha e sensível, pois foi só entrar em contato com minha saliva, Ivan soltou um gemido bem gostoso, denunciando que adorou.
Ficamos num 69 bem gostoso por um tempo, com muita saliva e língua pra todos os lados. Eu metia o instrumento dele inteiro na boca, me engasgando, enquanto ele passava a ponta da língua no meu grelinho devagar, quase num tom de tortura. 
Aquele cacetão gostoso só fazia crescer na minha boca e eu já não estava resistindo mais, até que me levantei e nem me dei o trabalho de tirar a calça do rapaz. O que me interessava, já estava pra fora. E à postos!
Tirei a calcinha e fui descendo em direção do pau que estava apontando pra cima. Para provocar, antes de colocar a camisinha, passei a cabeça do seu pau nos pêlinhos da minha xota.
Mordendo o lábio, louco com a sensação, soltou um palavrão:
- Puta! Gostosa! 
Aí, foi a gota d'água! Encapei o moço e engatei. 
Eu sentei com vontade, sem nem pestanejar, afoita!
- Vai gostosa, senta com força! - falava dando uns tapinhas nos bicos dos meus peitos que estava pra fora.
E eu, mais que obediente, obedeci a risca a instrução, metendo com vigor e rebolando no colo daquela delícia.
Ivan mordia os lábios, inclinava a cabeça pra trás e movimentava o quadril, me fazendo pular em cima dele e enterrando cadas vez mais o mastro na minha xana.
Fiz questão de ficar ali, naquela meteção até ele ficar louco!
- Pra quem estava nervoso, hein? Você está bem relax agora!! Até atrevido... - eu disse, debochando um pouco dele.
- Você não viu nada! - foi dizendo, sentando na cama, ainda engatado em mim e me beijando a boca, o pescoço, os olhos e puxando meu cabelo.
- Gordinha safada!! Gostosa!! - ofegou no meu ouvido - Quero comer seu cuzinho agora! Dá ele pra mim ? Quero te comer bem gostoso, deixa?
Ah...o que não me pede chorando, que eu não faça sorrindo ??, pensei comigo.
- Vai comer meu rabo como ? - respondi no seu ouvido, abraçada ao corpo dele.
- Senta nele, de costas pra mim? Quero ver você engolir gostoso o meu pau! - disse.
E ao toque da batuta, obedeci o regente daquela orquestra. Mas antes tirei a sua calça e cueca, pra  ele ficar mais a vontade, virei bundão na direção dele e pisquei o cuzinho pra ele de novo, que sem muita paciência, já pôs a cabeça no meu furinho, me fazendo urrar, abrindo minhas preguinhas sem aviso.
- Vai...me provoca só pra você ver, tesuda! - e ria - Vai! Agora vai descendo devagarinho pra eu ver meu pau sumir nessa bundona delícia! - pediu o moço.
E eu fui descendo, fazendo círculos com o quadril, sentindo o pau alargando o meu rabinho. Não consigo descrever a sensação de fazer sexo anal, mas é  tão bom, tão intenso...nossa, eu fico louca! Tanto que eu nem sentei direito e já comecei a subir e descer, com uma vontade louca de gozar pelo cuzinho o quanto antes.  
Ivan segurava meu quadril, pra me ajudar nos movimentos e gemia sem parar, disputando comigo pra ver quem uivava mais alto.
- Nossa, você é foda! - e deu um tapão na minha bunda, caprichando no vai e vem.
Certa hora, puxou meu cabelo pra me fazer ir com as costas de encontro ao peito, me deixando quase deitada no seu tórax, enquanto ajeitávamos os movimentos da foda. Eu quicando gostoso e ele subindo o quadril, sem dó, metendo em mim.
Meu corpo já estava se contraindo e a pele arrepiada, quando ele deu uma metida com vontade, até o talo, me fazendo explodir num gozo sensacional e me deixando tremendo dos pés a cabeça. Eu já estava mole com a sensação do gozo e estava aproveitando a sensação dele entrando e saindo do meu rabinho. Apertei com vontade o cuzinho em volta do seu pau umas trê vezes e ela já me
avisou:
- Ai gata!! Eu vou gozar.
Nessa hora, fui tirando devagar o pau dele do meu rabo, deitei de frente pra ele na cama, me abrindo toda e bati com a mão na buceta peluda, ordenando:
- Arranca a camisinha e goza aqui!
Nem precisei esperar muito. Mal terminei de falar e já senti os jatos quentes espirrando, não só nos pêlos, mas em tudo ao redor. Um gozo farto, leitoso, de dar água na minha boca, me deixando arrependida de não ter tomado tudo e de ter concordado com aquele desperdício.
- Ah...nem me deixou saborear um pouquinho desse leite! - resmunguei.
- Não seja por isso, moça! - ele respondeu, passando a cabeça do pau na porra espalhada pelo meu corpo e depois, passando na minha boca, me fazendo lamber a cabeça do cacete melada e ainda morna, me provocando.
É...nessas horas que eu acho que deveria ter mais um na minha cama, para recomeçar, enquanto o outro, relaxa do trabalho árduo! Rs...

* Foram usados nomes fictícios.






MAIS FOTOS EM:



CONTATO: vennusmorena@gmail.com

Beijos e comentem os contos e as fotos nos sites!!

9 comentários:

  1. eu acho mto justo comentar ja que sou uma pessoa pirada nesta mulher.... e com pelos meu deus o que é isso.....me imagino nesse 69... com minha boca sendo transbordada PELO seu Mel........ bjooo amadafoca

    ResponderExcluir
  2. Quero foder gostoso VC

    ResponderExcluir
  3. muito linda todas fotos bjs

    ResponderExcluir
  4. Delicia amei muito essas fotos são muito lindas bjs

    ResponderExcluir
  5. Deliciosa! amei o conto...que bucetona linda peludinha, um sonho lhe ver esfregar na cara do seu puto aqui..bjs

    ResponderExcluir
  6. Como você é maravilhosa mulher sensacional acompanho você a pouco tempo pelo sexlog, e aí descobri aqui, meudeus tô apaixonado,rsrs nunca me senti assim só de ler um conto! Você é uma diva ❤️ que Deus abençoe que você leia meu comentário quero muito sua amizade ❤️🙏 #teadoro

    ResponderExcluir
  7. Que mulher maravilhosa eu tô apaixonado,acompanho você a pouco tempo pelo sexlog tenho perfil a 3 dias.. aí descobri aqui .. meudeus RS.. estou indo a loucura imaginando o quanto você é exótica. Sou jovem não sei se gosta tenho 24 anos.. mas não vem ao caso só queria poder ter sua amizade ❤️🙏 adoro vc

    ResponderExcluir