segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

JUNTANDO A FOME E A VONTADE DE COMER...

PARTE 1



QUE FOME...

Naquele dia, eu estava realmente com fome. Fome de uma boa companhia, de um sexo bem gostoso, bem feito, com um homem delicioso, interessante e faminto também, então foi impossível dizer não àquela oportunidade que se fez a minha frente. Depois de um mês e de algumas conversas e recadinhos gostosos e safadinhos trocados, ele me disse que estaria em SP a trabalho e que se eu quisesse, poderíamos nos conhecer. E em relação a ele, eu estava profundamente curiosa. Queria realmente saber se tudo aquilo que inundava o meu imaginário era real. Por isso, confesso que estava ansiosa. E essa sensação, convenhamos, ajuda a erguer aquela aura erótica. A excitação chega a ser palpável!
J* é daqueles homens perfeitamente cavalheiros, inteligentes, que sabem conversar, mas que falam o essencial e que te olham com a sobrancelha levantada, derramando charme na situação. Esse é o meu tipo preferido.
Gosto de homens que precisam ser decifrados!!! E ele é assim. Um enigma em pé diante dos olhos. 
Sempre fico querendo saber o que esconde um  homem que personifica a figura de bom moço e cavalheiro diante de uma mulher. Afinal, me deparo com tantas figuras diversas nessas conversas via internet, e muitas vezes, figuras não tão agradáveis e educadas, que sempre tenho uma pulga atrás da orelha com aqueles que me agradam só com a conversa.
Branco, 34 anos, com uma barba rala e cabelo raspado baixo, 1,75 por aí e gostosinho. Do jeito que eu gosto. Um tórax gostoso de olhar, com pelos que dão uma vontade de se esfregar...Huuuum...
(Já peço desculpas antecipadas, pois talvez eu não me lembre corretamente da sequência dos acontecimentos do nosso encontro, porque eu estava tão entregue as sensações prazerosas que ele me proporcionou, que posso me perder na narrativa. Me perdoem!)
Chegamos no motel e ele, depois de um dia de trabalho, foi tomar um banho para relaxar, e eu enquanto isso, mulher que sou, fiquei curiando o quarto todo, apertando todos os botõezinhos visíveis..hahaha. Decidi não acompanhá-lo no banho, afinal aquela falta de intimidade inicial ainda estava entre nós, apesar de já termos conversando bem. Assim que ele saiu do chuveiro, decidi tomar um banho também para refrescar aquela noite quente, apesar de ainda estar cheirosa e macia. Muito melhor aquela sensação de banho tomado. Tirei a lingerie e fiquei somente de regata e com uma calcinha vermelha de lacinhos e voltei ao quarto. Mal pus o pé pra fora do banheiro e o vejo, sentado bem perto da porta, de cueca (cueca boxer preta e azul, listradinha, que desconfio e espero que tenha sido porque eu disse a ele que essas são as minhas cores favoritas...). Só me lembro de vê-lo levantar e vir em minha direção...Em menos de segundos, já estávamos grudados, nos beijando loucamente e ele me pressionando na parede, perto da porta do banheiro. Sua boca já começou a percorrer o meu pescoço, suas mãos já estavam passeando pelos meus peitos e pela minha  xotinha quente e eu sentindo meu tesão aumentar em velocidade máxima. Eu fazia questão de me esfregar nele e sentia o seu pau duro dentro da cueca. Ai, como eu adoro me esfregar...
Logo, fui parar na cama, de pernas abertas e ele me presenteou com uma boca gulosa demais, que sugava minha buceta de uma forma tão voraz, que eu pensei comigo e falei em voz alta também : 'Que fome, hein!!!'. Sua língua passeou por todo o caminho, desde o meu grelo até o meu cuzinho, me fazendo ficar melada de tanto tesão. Sem contar os dedinhos...huuuum...me invadiram gostoso. Adoro dedos safados entrando e saindo em mim...E ele, um tarado por sexo anal e por um cuzinho, me presenteou com a língua e com os dedos no meu buraquinho. Aquilo foi muito bom!!! Rs...mas eu também estava faminta...E louca pra cair de boca nele. Digo que quando o pau é bonito, eu fico com uma vontade dobrada de chupar. E eu estava salivando pelo pau dele. Ele não é dotado, mas descobri naquele dia que tem o pau do tamanho certo do meu tesão...ai ai! E o saco então ?? Perfeito, do jeito que eu amooo!!! Ele já havia me mostrado uma foto do saco dele e eu pirei. Então, nem preciso dizer, que eu me esbaldei. Engolia aquele cacete gostoso morrendo de tesão, sentia a cabeça lá no fundo da garganta e ele enfiava e tirava gostoso, me fodendo a boca. Eu chupava suas bolas, batia o pau na minha boca, aff...me aproveitei literalmente daquela delicia na minha frente. Não me lembro da última vez em que chupei tanto e com tanta vontade um cacete como naquele dia! Era fome...rs!
Mas eu queria mais!! Enquanto eu chupava o seu saco e olhava para ele, para ver as suas reações, tendo a visão do seu pau a minha frente e da sua boca aberta, curtindo a minha chupeta, escutei daquele bom moço:
- Vem gostosa! Vem foder! 
Adoro bons moços de boca suja na cama!! 
Aquilo subiu ainda mais o meu tesão!! Isso, mocinho, vamos foder gostoso!!
Estava em chamas de vontade de sentar gostoso e rebolar muito. Passei a cabeça vermelha na entrada da minha xaninha só para dar um gostinho a ele de como estava úmida e quente antes dele colocar o preservativo. Ai que delícia!!! 
E quando sentei...huuuum!!! J* tem um pau delicioso. Me senti preenchida e cavalguei gostoso sentindo aquele saco desejado roçando na minha bunda. Ele pegava os meus peitos e mamava enquanto eu gemia de tesão de ficar subindo e descendo, saciando a minha vontade. Minha bucetinha já estava inchada de tanto tesão e com certeza ficou muito mais depois de  tanto entra e sai. Ele metia de 4 e dava uns tapas na minha bunda e dizia: - Fode, vadia gostosa!!! Vai!!! 
- Ah, seu puto!! Mete gostoso que tá bom!!!
E o meu gozo chegando e me tomando por inteiro. Já tinha gozado com a boca dele me sugando, mas sentar naquela vara gostosa me enlouqueceu. Metemos de todas as maneiras possíveis e, ao mesmo tempo que se mostrou um safadinho de boca suja, o bom moço estava sempre por ali, me beijando de forma gostosa, me alisando e fazendo com que eu me sentisse uma putinha desejada, uma mulher merecedora de uma boa trepada, mas também de carinho e gentileza!!! Ah, esses são os melhores...rs!!
- E você quer que eu goze onde ?? - disse ele.
- Na boca!! - respondi.
E ele, como cavalheiro que é, fez a minha vontade. Me encheu a boca de leite quente e delicioso, matando meu desejo!
E no final, ainda disse:
- E depois sou eu que estou com fome, né ??
HAHAHAHAH...Realmente, dois famintos quando se encontram, dá nisso!!

A história continua no próximo post. 
Esse moço é tarado por um SEXO ANAL (Como eu!!)
Na próxima história, vocês irão saber o quanto!!

Ainda finalizando a história com o Casal Campinas Cotia...
Ah, isso também vai render uma boaaa leitura para todos!!!
Vou começar a postar aqui algumas fotos inéditas, que não estão no Sexlog, ok ??

FAÇAM COMENTÁRIOS NAS PUBLICAÇÕES , MESMO QUE ANÔNIMAS...
QUERO SABER SE ESTÃO GOSTANDO...


Beijos safados pra vocês!

Mais fotos em www.sexlog.com.br/vennus2012 

*Foram usados nomes fictícios.


4 comentários:

  1. Delicia de conto, realmente me deixou de pau duro aqui, ah como gostaria de ser eu. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A intenção dos contos é exatamente essa, deixar boas impressões, mesmo que eu esteja longe!! Rs...venha sempre aqui! Bjs

      Excluir
  2. Não são apenas as palavras desta mulher que nos levam à loucura!!!
    Foi um prazer imenso estar com você e sou muito grato pela dedicatória tão detalhada e formosa!!! Beijos em você inteira deusa!!

    Att;
    J*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente meu querido! PRAZER IMENSO é a descrição certa para nosso encontro!!! E não agradeça! Você mereceu cada palavra!! Beijos

      Excluir