sábado, 19 de novembro de 2011

A VENNUS NO TEMPLO DE BACO... (PARTE 1)


MEU DÉBUT NUMA CASA DE SWING - 'Na pista de dança'

Convite para casa de swing ?? Será ??
Não seria um lugar profano demais para uma novata? 
Eu imaginava gente transando em todo lugar, homens me bulinando sem minha permissão, porra espalhada por todo lado...Imaginava um lugar até meio sujinho, confesso!
Mas resolvi topar, para saciar minha curiosidade.
Fui convidada por um casal que conheci na festa liberal, Márcia e Diego*, para acompanhar um amigo deles, o Carlos*, com quem eu já teclava pelo msn mas não conhecia pessoalmente. 
Sem compromisso nenhum em relação ao Carlos. Ainda bem, porque ao nos encontrarmos, já percebi que não rolaria quimíca entre nós. Ele não me atraía. E por parte dele, tenho certeza que foi a mesma coisa em relação a mim. Percebemos ali, que seríamos na verdade, bons amigos, como realmente viemos a ser!
Márcia era magra, loira com cabelos encaracolados, bem branquinha e com seios enormes, que me deixavam com água na boca só de pensar neles. Bicos escuros, miúdos e durinhos...Huuum!! Me faziam babar!! Adoro seios!!!
Diego era alto, com 1,90, por aí, magro, mas um magro gostoso, com pernas, bumbum e tórax bem servidos. 
E dotado! 23 centímentros!!!
Eu já havia visto o pau dele por fotos e fiquei de boca aberta. 
Não que essa seja minha preferência, até porque hoje sei que prefiro os menores...São mais confortáveis..rs! Mas naquela época, eu nunca tinha provado um daqueles.
E sou uma garota curiosa...Hihihih!!! 
E gulosa!! Rs...
Carlos era negro, robusto, não muito alto, sorridente, mas não me atraía definitivamente!! E pelo que soube, já tinha comido a Márcia diveeeersas vezes. Era louco por ela!! Tão louco que chegou a roubá-la do marido e tornar-se namorado dela um tempo depois...rsrsrs! 
Talvez por isso, não houve química por parte dele em relação a mim. 
Acontece!
Mas nada que fosse estragar minha noite! Minha satisfação não dependia dele!!
Não fui com intenção de fazer nada por lá, só de saciar a minha curiosidade em relação ao lugar. 
Menina bobinha que eu era!  
Já que o susto inicial em relação ao swing eu já tinha superado na festa liberal, naquela noite, não passei impune ao erotismo que rolava no ar. E decidi me permitir.
O local tinha decoração inspirada nos deuses gregos.  No térreo tinha sauna, pista de dança, palco para exibição com muitos espelhos e o famoso labirinto com salinhas com vidros e buracos nas paredes, onde se podia ver e tocar aqueles que estavam transando dentro deles...
No segundo andar, ficavam os 'quartos'. Um quarto sem luz, miudo só com uma cama, quartos coletivos, com várias camas de casal. E quartos só com uma cama de casal.
Cortinas ao invés de portas, para aqueles que quisessem olhar o que se passava dentro.

No segundo andar, só podiam subir casais. Um homem e uma mulher. Nessa hora, o Carlos me pareceu muito útil...rs!
E para minha surpresa, encontramos lá vários casais que eu havia conhecido na festa liberal. Inclusive Júlio e Ana, o casal anfitrião da festa liberal. Isso me deixou bem mais tranquila e segura.
Começamos a noite na pista, dançando, rindo e batendo papo. Eu estava de salto, um vestido curto com um decote discreto, mas apetitoso. Fiquei numa roda conversando com a Márcia, Ana e uma outra esposinha, a Patrícia.  Um quarteto de peitudas, como lembrou bem o Diego. KKKKKK! 
E rimos muito quando percebemos isso! Quatro mulheres com seios avantajados, com decotes que chamavam a atenção. Seios são ótimas armas secretas...Nos sentimos deliciosas!!!
Ana, mulher do Júlio, era do swing já há muito tempo! E safada demais!!!
Sem nenhuma vergonha ou pudor. 
Ela já começou a dançar sensualmente na pista, fazendo uma perfomance que ia enchendo os olhos. Se esfregava na parede e fazia uma performance discretinha no pole dance. E começou um delicioso strip-tease, deixando a mostra os seios morenos, com bicos escuros e  uma calcinha branca fio dental recheado com uma bunda DELICIOSA!!!! Que vontade de beijar..huuum...
E puxou o marido para a dança. E foi o deixando sem a calça também. Júlio ao ficar de cueca já estava de pau duro com a performance da mulher.
Nós estavámos parados ao lado, observando.
Mas a danadinha era terrível e logo começou a puxar a todos para dançarmos junto a eles. 
E a tirar a roupa também!!! Rs...
Márcia, a loira do Diego, logo colocou os seios fartos para fora, deixando a todos de boca aberta com tamanha exuberância. Deixando a todos famintos na verdade!!!
Homens e mulheres paravam para olhar. Nossa...
Eu ainda tímida! Mas Ana mesma cuidou de tirar o meu vestido, deixando a mostra a minha lingerie branca. Sutiã rendando e calcinha fio dental. 
Que vergonha! Mas entrei na brincadeira. Ficamos as 4 e mais tantas mulheres que se animaram também, dançando ali na pista, de lingerie. Algumas peladas e os homens delas em volta, babando! 
Eu tinha a sensação de estar fora da realidade. Talvez porque havia tomando um drinque assim que cheguei para poder relaxar...mas que me permitisse vivenciar aquelas experiências novas...
Tanto relaxei que acabei na pista de danças da casa de swing só de calcinha.
(Ana, logo depois tirou meu sutiã, para segundo ela, mostrar aquilo que eu tinha de mais gostoso!! Rs...).
Drinques, danças, seios nus, mulheres, homens, tesão...
Aquela noite prometia!!!
(A aventura na casa de swing continua no próximo post. Vou contar o que rolou quando subi para conhecer um dos quartos do segundo andar...Huuum!)
E comentem as publicações!! Tem como fazer comentários anônimos, viu ?? Rs.. Quero saber o que estão achando!! 
Beijos safadinhos!!!


*Foram usados nomes fictícios.








Mais fotos no:
www.sexlog.com.br/vennus



Um comentário:

  1. Seus contos (relatos) estão cada vez mais deliciosos... e eu me imaginando neles.. bjão (alguemdesp)

    ResponderExcluir